Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

Filmes



Total de visitas: 91749
Na Hora da Zona Morta

Voltar ao Menu

Na Hora da Zona Morta


 

Na Hora da Zona Morta - Capa Brasileira


Adaptação do Livro: A Zona Morta (The Dead Zone, 1979)


Adaptação do Conto: ----------


Título Original: The Dead Zone


Ano de Produção: 1983


Duração: 103 minutos (1 hora e 43 minutos)


Data de Estréia nos EUA: 21/10/1983


Data de Estréia no Brasil: ----------


Elenco: Christopher Walken, Martin Sheen, Tom Skerritt, Brooke Adams e Herbert Lom


Direção: David Cronenberg


Distribuidora: Paramount Pictures


IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0085407/


Sinopse: Johnny Smith não é um homem comum. Ele sofreu um acidente. Ficou em coma. E agora pode ver o futuro. Johnny acaba usando seus poderes para ajudar pessoas com destinos trágicos, e a própria polícia a resolver um misterioso assassinato. Logo, ao tocar um candidato a presidência dos EUA, e ver seu futuro, Johnny percebe que o poderoso homem será responsável por lançar um cataclisma que poderá destruir a humanidade. Agora Johnny se vê cercado por uma difícil questão: como impedí-lo?


Disponível no Brasil em: DVD & VHS


CURIOSIDADES


- O diretor David Cronenberg teve que regravar a cena em que John Smith tem sua primeira premonição. Ela mostrava o quarto de uma garotinha queimando, e um bonequinho do E.T. (sim, o do filme) podia ser visto em uma das estantes. A cena foi regravada quando a Universal Pictures (produtora do filme E.T.) ameçaou processá-los.

- Para fazer os espasmos de John Smith parecerem involuntários e mais reais, o diretor Cronenberg disparava uma bala de festim por trás das câmeras com uma Magnun .357. Foi idéia do próprio Christopher Walken.

- Antes do acidente, Johnny fala para seus alunos lerem "A Lenda de Sleepy Hollow", um livro sobre um cavaleiro sem cabeça que aterrorizava uma pequena vila. Christopher Walken, 16 anos depois, estrelaria o filme A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999) de Tim Burton, fazendo o papel do próprio cavaleiro.

- O personagem de Martin Sheen diz que ele tem uma visão de que será o Presidente dos Estados Unidos. Sheen mais tarde interpretaria o próprio Presidente na mini-série "Kennedy" (1983) e no seriado "West Wing: Nos Bastidores do Poder" (1999).

- Greg Stillson, interpretado por Martin Sheen, tem fotos tiradas que podem por em risco seus planos por um fotógrafo interpretado por Ramon Estevez, filho de Sheen na vida real, e irmão do ator Emilio Estevez, que participou de outra adaptação de um filme baseado na obra de Stephen King, Comboio do Terror (1986).

- Um dublê ficou bastante queimado nas pernas e a virilha, quando uma bomba de efeitos especiais explodiu nele perto demais, durante as gravações da cena de flashback da Segunda Guerra Mundial.

- O "suor" na cara de Christopher Walken durante a seqüência do "quarto em chamas" era na verdade um retardante químico contra chamas que havia sido posto nele com spray. O efeito obtido, que não havia sido planejado, acabou sendo surpreendentemente dramático no filme.

- David Cronenberg queria mudar o nome do personagem de Christopher Walken: "Eu nunca batizaria alguém com o nome de 'Johnny Smith'", ele disse, mas no fim acabou deixando como estava.

- Um dos três filmes de David Cronenberg cuja trilha sonora não foi composta por seu amigo, o compositor Howard Shore (que iria compor a trilha sonora da trilogia O Senhor dos Anéis, 18 anos depois). Isso foi por causa da política do estúdio (a Paramount) que queria um compositor mais familiar para escrever as músicas. Michael Kamen, que havia escrito as músicas de Venom (1981) para o estúdio, foi escolhido.

- Durante a época em que Michael Kamen estava compondo a música do filme em Londre, ele as tocava em seu piano na sua casa. Ele recebeu várias reclamações de vizinhos que diziam "Você pode parar de tocar essa música, por favor? Não consigo dormir e está fazendo minha família ter pesadelos."

- Este filme (assim como a novela de Stephen King) são ambos levemente baseados na vida do famoso psíquico Peter Hurkos. Hurkos clama ter conseguido seus poderes depois de cair de uma escada e bater a cabeça.

- O poema que Johnny lê no começo do filme é o fim de "O Corvo", obra mais famosa de Edgar Allan Poe.

- Há várias cenas deletadas que foram filmadas mas nunca mostradas em público, suspeitas de terem sidas destruídas antes do lançamento do filme. Entre elas: um prólogo mostrando John Smith como criança (interpretado por Stephen Flynn) que sofre uma pancada na cabeça durante uma partida de hóquei; Cenas que mostravam o ator Sean Sullivan como o pai de John; Uma cena alternativa da visão de John da cena do Acampamento David (com Martin Sheen) em que o próprio John aparece na visão como um simples espectador. Fotos dessas cenas apareceram na edição de Dezembro de 1983 da revista Cinefantastique.

- Hal Holbrook era a escolha original de Cronenberg para interpretar o xerife Bannerman, mas Dino De Laurentiis rejeitou a idéia por nunca ter ouvido falar de Holbrook na época, embora ele tivesse feito Creepshow: Show de Horrores, um ano antes.

- Na cena da Segunda Guerra Mundial, os civis na cidade em chamas estão falando polonês.

- Três pessoas que participaram do filme, também participaram da franquia James Bond. Anthony Zerbe (Roger Stuart) apareceriam em 007: Permissão para Matar (1989), enquanto Christopher Walken (Johnny Smith) apareceria em 007: Na Mira dos Assassinos (1985). Michael Kamen, que compôs a música do filme, faria a música de 007: Permissão para Matar (1989).


CURIOSIDADES COM SPOILERS


- Na cena da "guerra nuclear", Greg Stillson (Martin Sheen) ameaça cortar a mão de um sujeito e colocá-lo da tela do scanner. Uma versão anterior do roteiro de fato mostrava Stillson atirando num homem e pondo sua mão morta na tela.

- Um final rejeitado mostrava Johnny Smith sobrevivendo aos tiros e prevendo um ataque de faca contra sua namorada enquanto estava no hospital, então voltando ao coma e morrendo.

- Na cena final em que Sarah está chorando e abraçando Johnny, a ouvimos parar de chorar por alguns segundos para dizer a Johnny que ela o ama, mas desde que sua boca está escondida, não a vemos pronunciar isso. Isso porque no roteiro original não havia essa fala, que mais tarde foi dublada, para que houvesse um final mais completo para Johnny.


TRAILER



Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net