Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

Filmes



Total de visitas: 90700
Creepshow: Show de Horrores

Voltar ao Menu

Creepshow
Show de Horrores

 

Creepshow - Capa Americana


Adaptação do Livro: ----------


Adaptação do Conto: Weeds (Weeds, 1976) - The Crate (The Crate, 1979)


Título Original: Creepshow


Ano de Produção: 1980


Duração: 120 minutos (2 horas)


Data de Estréia nos EUA: 12/11/1982


Data de Estréia no Brasil: ----------


Elenco: Leslie Nielsen, Ed Harris, E.G. Marshall, Ted Danson, e Stephen King


Direção: George A. Romero


Distribuidora: Warner Bros.


IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0083767


Sinopse: A maior e melhor antologia já feita de filmes de horror, em Creepshow a diversão é garantida! São cinco histórias com 20 minutos cada uma. Cinco pesadelos incríves. Em "O Dia dos Pais" o cadáver de um patriarca volta em seu aniversário para clamar seu bolo, pode parecer ridículo, mas para os parentes do morto é puro horror. Já em "A Solitária Morte de Jordy Verrill", baseado no conto Weeds, de King, mostra Jordy Verrill (interpretado pelo próprio King), um ingênuo fazendeiro que descobre um meteorito no quintal de sua fazenda, e pensa em ganhar dinheiro vendendo-o, só que ao tocar no meteorito, coisas horríveis acontecerão. Em "Indo com a Maré" um homem que foi traído, prepara uma assustadora vingança para os amantes, só que no final das contas, a vítima pode ser ele mesmo... Seguindo com "A Caixa" baseado no conto The Crate, também de King, um estudante e um professor encontram uma misteriosa caixa embaixo de uma escada na faculdade, abrí-la pode ser um tremendo risco, mas tudo vale em nome da ciência, até morrer. Por fim, em "Vingança Barata", um homem que odeia baratas se vê cercada pelas malditas, quando seu apartamento é invadido pelos insetos. Conseguirá ele se livrar desta terrível ameaça?


Disponível no Brasil em: VHS


CURIOSIDADES


- Stephen King levava um boneco do personagem "Greedo" de Star Wars: Episódio IV: Uma Nova Esperança (1977) para os sets de "Creepshow" para dar boa sorte.

- Aparição: [Joe Hill] (filho de Stephen King) O menino que aparece no começo do filme (o ávido leitor e colecionador das revistas "Creepshow").

- Cereais Rice Krispies foram usados para simular vermes nos olhos do cadáver na primeira história, em adição, vermes de verdade também foram usados.

- O cinzeiro de mármore que aparece na primeira história, e tem certa importância nela, aparece em todas as cinco histórias do filme, se você estiver atento.

- A luta que Jordy Verrill vê na TV na segunda história é apresentada por Vince McMahon (diretor da WWF - atual WWE), os lutadores no ringue são o atual campeão Bob Backlund e The Samoan No. 1.

- Uma placa com a inscrição "Castle Rock" pode ser vista no fim da segunda história. Castle Rock, como bem se sabe, é a mais famosa cidade fictícia criada por King para contar algumas de suas histórias, há também outra placa de Portland, cidade natal do escritor.

- Ted Danson, que aparece na terceira história, disse numa entrevista na TV que durante as gravações do filme, sua filha estava nos sets, como seu personagem volta dos mortos na história, ele teve que vestir uma roupagem que parecesse podre, além de algas marinhas. Danson tinha medo que sua filha o visse vestido daquele jeito e se assustasse pra valer. O inevitável aconteceu e a menina o viu na roupagem, mas ao invés de correr e chorar, simplesmente disse "Oh, oi, papai.".

- Houve rumores de que Max von Sydow interpretaria Upson Pratt na última das histórias.

- Numa entrevista para a revista Cinefantastique, King e Romero revelaram que a última história, "Vingança Barata" erea realmente difícil e ambiciosa demais para ser feita. Tanto que pensaram em optar em substituí-la por outra história de King, chamada "The Hitch-Hiker", que acabou sendo a última história da seqüência de Creepshow, Creepshow 2: Arrepios do Medo.

- No rascunho do roteiro original de King de 142 páginas, as histórias três e quatro estavam invertidas de posição. Berni Wrightson resolveu usar este conceito na adaptação para gibi do filme.

- No roteiro original, a última história se passava numa cobertura luxuosa de um prédio, mas devido as complicações para se usar baratas lá, Romero optou por usar um quarto com aspecto hospitalar e mais fechado.

- Dois dos personagens que aparecem no início da história "A Caixa" se chamam Tabitha e Richard, uma clara alusão à esposa de King, Tabitha King, e seu pseudônimo, Richard Bachman.

- O filme que Jordy Verrill assiste no segundo episódio é Nasce uma Estrela (1937), de acordo com o diretor Romero nos comentários do DVD inglês.

- A capa do gibi que aparece no filme foi desenhada e pintada por Jack Kamen, um dos artistas originais das lendárias revistinhas de horror da E.C. Comics dos anos 50. O próprio filme é um tributo a estas revistas. Kamen também fez o pôster do filme, no estilo de uma capa de gibi, que também serviu para a adaptação em gibi do filme (que Bernie Wrightson, outro talentoso artista), pintou e desenhou os quadrinhos). Originalmente King queria que Graham Ingels, outro artista da E.C. Comics fizesse o trabalho de Kamen, mas ele recusou.

- Numa cena em que é possível ver o interior da revistinha Creepshow, claramente vê-se a seção de cartas, onde Brian Hall de Ann Arbor, Michigan, e David Graves de Spruce, Maryland, dão suas respectivas opiniões. Spruce é o nome de solteiro da esposa de King, Tabitha, e David Graves é seu irmão mais velho, que já faleceu.

- O apelido dentro dos sets para o monstro que habitava "A Caixa" era Fluffly (algo como Fofinho), dado por Romero. Em adição, o famoso Tom Savini, e criador do monstro, faz uma rápida aparição no filme (é o gari mais baixo perto do fim do filme).

- A razão pela qual o pai de Bedelia volta à vida depois de 7 anos na primeira história, "Dia dos Pais", é que ela simplesmente deixa cair uísque na tumba dele. Em gaélico, a palavra uísque significa "água da vida".

- Adrienne Barbeau ainda estava casada com John Carpenter quando Creepshow foi lançado. Carpenter faria um ano depois a adaptação Christine: O Carro Assassino (1983).

- A copeira na história "Dia dos Pais" se chama Sra. Danvers. A malévola copeira no suspense de Alfred Hitchcock, Rebecca: A Mulher Inesquecível (1940) também se chamava Sra. Danvers.


TRAILER



Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net